Afinal, quantos estilos você tem?

“Cada dia eu sou de um jeito: as vezes mais feminina, outras esportiva ou romântica. Tenho todos os estilos!”. Ouço essa frase tando das minhas alunas da EnModa como de clientes. Afinal, dá para termos todos os estilos?

Antes de mais nada precisamos pensar que é natural termos diferentes peças para os papéis que desempenhamos e que não são poucos: a roupa da academia, a de trabalhar, de ficar em casa, a de jantar fora. E isso tudo tem muito a ver com adequação, e não com ser a Frankenstein dos estilos!Pelo contrário: observe o que há de comum nesses looks. Normalmente por trás de nossas escolhas existe um sentimento, um desejo de estar confortável, elegante, discreta, sensual ou qualquer outra. E isso sim é um indicativo de estilo pessoal.

Estilos & Motivações

Observar essas motivações nos ajudam a explorar possibilidades no momento de comprar novas peças, por exemplo. Quero me sentir mais feminina? Então vou pensar em tecidos com toque gostoso, roupas com movimento, estampas delicadas. Posso ter um dress code mais formal e ainda sim tem um toque delicado em um anel de florzinhas. Ou um top em tons suaves para ir para o pilates.

 

Pense na Rihanna: ela sempre chama a atenção por looks sexy e em grades proporções. Ela pode usar um vestido rosa de tulle, um conjunto esportivo ou  um scarpin de bico fino sem perder o “estilo Rihanna” bem maxi e exuberante:

como definir seu estilo pessoal aysha correa

O mesmo vale para os blazers, jaquetas e acessórios, mesmo que você ache tudo um exagero, existe uma coerência na forma com que ela se veste, olha só:

como enteder seu estilo pessoal aysha consultoria

Enfim, para entendermos melhor qual o nosso estilo pessoal ou combinação de estilos é essencial falarmos em autoconhecimento. O ponto de partida é compreendermos quem somos, o que queremos sentir, o que importa na hora de fazermos nossas escolhas.

Dá trabalho, mas vale muito a pena! Quando tiramos da frente o que não tem a ver com nossa personalidade fica fácil descartarmos algumas formas de vestir e abraçarmos de vez o que nos representa. E não há nada mais interessante do que nos vestirmos de nós mesmas, não é mesmo?

Beijos e feliz Dia da Mulher,

aysha assinatura manuscrita

“The Post”: mais uma aula de estilo com Meryl Streep

Quem gosta de moda vai sempre lembrar de Meryl Streep como Miranda Priestley em “O diabo veste Prada”, eu sei! Porém, precisamos falar sobre sua personagem no filme “The Post”, que lhe rendeu  mais uma indicação ao Oscar. (Além de uma divertida entrevista com Anna Wintour!)

O filme se passa em 1971, mas aborda temas atuais sobre liberdade de imprensa, fake news e ética. A narrativa mostra decisões difíceis tomadas pela protagonista Kay Graham, chefe do jornal após o suicídio de seu marido. E é essa a beleza do filme: retratar uma mulher que trabalha em um espaço masculino sem perder sua feminilidade.

figurino the post ann roth estilo moda

Para construir essa narrativa Steven Spilberg contou com a interpretação precisa de Meryl e o talento de Ann Roth. Ela foi a figurinista de “Uma secretária de futuro”, uma aula sobre power dressing e trajes profissionais dos anos 80, vale a pena assistir!

Voltando à redação do Post, é interessante notar o modo de vestir dos homens. As gravatas eram largas e as cores bem terrosas. Não vemos as calças de boca larga dos anos 70 ainda, afinal os ternos tinham o corte dos anos 60 e eram feitos para durar. Dá para ter uma ideia na foto abaixo:

figurino do filme the post meryl streep tom hanks

Já a nossa protagonista tinha dinheiro e se vestia com peças refinadas. Em sua primeira cena ela vai a uma reunião vestindo um tailleur cinza estruturado e uma camisa com laço em tons de azul. Tudo muito discreto, mas não há como não notá-la por ser a única mulher presente. Confesso que fiquei desconcertada com o quanto os homens tentam ignorá-la, aff!

Em contrapartida, quanto mais confortável na posição de liderança ao longo do filme os ternos vão ficando para trás. Ela parece ainda mais poderosa e vestidos como na foto abaixo, reforçando a ideia de que não precisamos nos vestir com peças masculinas para isso:

figurino de meryl streep me the post

E é vestida com uma túnica que ela toma a decisão mais importante do filme, ao ser interrompida durante uma festa em sua casa. É uma cena linda, com os homens engravatados tentando pressioná-la enquanto ela os domina sem subir o tom de voz.

o figurino de meryl streep em the post

Houve uma cena que me fez chorar, quando Kay sai da Suprema Corte e é ignorada pelos jornalistas (eles correm para falar com os chefes do NY Times). Porém, ela é observada por muitas mulheres sorridentes cheias de admiração. Ali ficou claro para mim o quanto ainda nós, mulheres, temos que percorrer em nossa sociedade.

Por isso te encorajo a estudar o figurino do filme, para que você encontre inspiração para ser uma mulher poderosa e forte, sem abrir mão de seu estilo. Seja ele qual for.

Beijos,

aysha assinatura manuscrita

 

5 passos certeiros para looks criativos

[tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “90px 0px 90px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0px” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “px” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” enable_box_shadow= “0” box_shadow_custom= “0 0 15px 0 rgba(198,202,202,0.4)” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_text max_width= “100” wrap_alignment= “center” animate= “” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0”]

Por que as vezes é tão difícil montar um look criativo se “exercitamos” essa habilidade toda manhã desde que somos pequenos? Seria preguiça, falta de tempo, ideias ou tudo junto?

Depois da troca de experiências com as queridas participantes do workshop dessa semana, percebi que há pelo menos 5 passos que ajudam muito na hora de montar looks criativos, mesmo na correria do dia-a-dia! Vamos a eles:

1- Inspire-se

No workshop fizemos exercícios práticos de inspiração difíceis de reproduzir aqui! Mesmo assim te encorajo a montar pastas no Pinterest com imagens que te inspiram, sejam de looks, paisagens, obras de arte…Busque nesse material o que te atraiu em cada um deles: a textura, uso de cores, proporções. Examinar o que nos encanta é essencial na hora de organizarmos nossos looks!

2- Separe tempo

É normal para nós, mulheres, não dedicarmos tempo para cuidarmos da gente, infelizmente! Te  encorajo a separar 20 minutos do domingo para planejar os looks da semana, ou dar uma limpada em pelo menos uma de suas gavetas. São pequenas ações que fazem uma grande diferença depois de um mês, acredite!

3- Invista em acessórios

Em tempos de crise e com o crescimento do interesse em armários cápsula as pessoas estão investindo em peças mais básicas e atemporais. É ai que o acessório faz toda a diferença: um lenço pode trazer estampa a um look liso, um colar deixa um look mais formal, um anel comunica seu estilo sem aparecer demais.

4- Pratique!

como usar camisas em looks criativos

Todo mundo já sofreu do mal de usar uma calça só com determinada blusa, faz parte! Mas o guarda roupas rende mais quando tentamos usar novas combinações ou quando usamos uma peça de uma nova maneira. Camisas com nó, sobreposições, novas combinações de cores… tudo isso é fruto de tentativas e erro que vale muito a pena! (E tem muitos exemplos interessantes no Pinterest!)

5- Fotografe

fotografe seus looks

Essa é uma ferramenta que usamos muito na consultoria de estilo. Fotografe seus looks para poder consultar nos dias de correria ou preguiça. Facilita muito a vida, além de nos ajudar a perceber o que podemos aprimorar.

E você tem alguma estratégia infalível para bons looks? De onde vem sua inspiração?

Beijos e ótima semana para todas!

aysha assinatura manuscrita

[/tatsu_text][/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section]

Resenha do livro “Moda a Brasileira”

Escolhi “Moda a Brasileira” como parte de um desafio de ler 1 livro por semana ao longo do ano. Tive a ideia de fazer essa resenha porque quando mostrei um trecho em meu Instagram bastante gente se interessou pelo assunto… então vamos lá!

Descobri o livro quando buscava um presente para amigas estrangeiras que queriam saber mais sobre moda no Brasil. Fui atraída pelo  o título impactante “Moda a Brasileira- O guia imprescindível para os novos tempos da moda”. Segundo a Alice Ferraz, criadora da plataforma de blogs F*Hits e autora do livro “o foco é mostrar como o comportamento da moda está mudando e, acima de tudo, derrubar mitos e regras, dando espaço para a pessoa desvendar seus próprios caminhos e construir seu estilo.”

[/tatsu_text][tatsu_image image= “http://ayshacorrea.com.br/wp-content/uploads/2018/01/moda-a-brasileira-1-e1515787421184.jpg” image_varying_size_src= “” alignment= “center” enable_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border_width= “0” border_color= “” id= “3755” size= “full” adaptive_image= “0” rebel= “0” width= “100%%” shadow= “none” lazy_load= “0” placeholder_bg= “” lightbox= “0” link= “” new_tab= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0”][/tatsu_image][tatsu_text max_width= “100” wrap_alignment= “center” animate= “” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0”]

Já aviso a vocês que as ilustrações da Sew Sketchy são muito lindas,  talvez meu ponto favorito do livro, ficaram demais ao lado das fotos de looks dela!

Acho interessante alguém com tanta visibilidade falar sobre construção de estilo e pregar o fim de regras. Porém, para quem estuda consultoria de imagem o livro não traz novidades. Há um capítulo interessante sobre tecidos, mas é superficial para quem é da área.

A ideia dos moodboards das blogueiras é interessante. Entretanto, não tão gera identificação se suas clientes não ligam para blogueiras!Ou se não vestem 36 (os looks me parecem um pouco montados e há apenas uma blogueira plus size).

O tom da escrita é de bate papo, com direito a vários emojis, umas dessas leituras que você “mata” em um ou dois dias de férias! Se estiver procurando algo leve você deve se divertir com o livro! O meu eu comprei na Amazon e estava em promo, neste link!

Nesse fim de semana vou decidir qual será o próximo livro do desafio, me avisem se tiverem sugestões!

Beijos,

[/tatsu_text][/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section]

Combinações de laranja- Primavera 2018

Laranja é uma cor cheia de movimento, força e vitalidade. Por ter uma pele fria eu tenho dificuldade em combinar com o que já tenho, sempre penso na versão super vibrante da cor e desisto! Até que encontrei exemplos bem interessantes para tentar usar laranja no meu dia a dia e quero compartilhar com vocês!

Mais uma vez meus exemplos de combinações virão das coleções de primavera verão 2018, assim de quebra nos atualizamos do que aparecerá por aqui no futuro! Quero começar provando que é possível usar laranja de uma forma discreta, na combinação laranja + neutros, olhem só:

como combinar laranja e tons neutros desfile
Ferragamo e Celine Primavera 2018

Outra combinação que vai agradar as fãs de cores suaves é a de laranja + rosa, que apareceram em looks românticos e outros mais modernos. É a combinação que vou tentar nem que seja começando por acessórios!

como combinar rosa e laranja desfiles
Marni, Louis Vuitton e Victoria Beckham Primavera 2018

No sentido oposto (literalmente) temos a combinação com a cor complementar ao laranja, que é o azul. Eles juntos chamam a atenção, afinal das cores primárias  só o ele não participa da composição do laranja. Na prática os looks são cheios de energia e criatividade para a dupla laranja + azul, e reparem como apareceram muitas listras nesses desfiles:

como usar laranja e verde desfiles
Stella Jean, Escada e Ferragamo Primavera 2018

Para encerrar um pouco de laranja + verde. É engraçado como o menta combinou bem com laranja, não ficou com cara de laranja (a fruta!). O último look é  interessante com a cor na estampa, alongou a silhueta porque não vemos as quebras de cor.

como combinar laranja e verde
Jeremy Scott/ MSGM e Etro Primavera 2018

Enfim, tem para todos os gostos! Esse deve ser o último da série de posts sobre combinações de cores da primavera verão 2018, se perdeu algum outro é só clicar na cor que você quer explorar: amarelo, rosa, ultra violeta ou vermelho.

E vocês gostam de usar cores? Tem alguma que vocês acham muito difícil?

beijos,

Aysha

Combinações de vermelho – Primavera 2018

[tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “15px 0px 15px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0,mobile”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_text max_width= “100” wrap_alignment= “center” animate= “” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0”]

Quando comecei a pesquisar sobre as combinações de cores dos desfiles de primavera 2018, me surpreendi com a quantidade de vermelho na passarela! Depois veio a Pantone com 2 tons de vermelho entre as 12 possíveis cores do ano (confesso que apostei mais neles do que na vencedora ultra violeta!), e então me convenci que era uma cor que vale a pena conversarmos aqui!

A princípio o vermelho pode parecer marcante demais, uma vez que ninguém passa desapercebido quando usa, mas se pensarmos em suas mensagens ele tem tudo a ver com o que estamos vivendo! Vermelho é sobre energia, poder, coragem e é “visceralmente viva” como descreveu a própria Pantone em seu color report.

[/tatsu_text][/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section][tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “15px 0px 15px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_text max_width= “100” wrap_alignment= “center” animate= “” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0”][/tatsu_text][/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section]

Cores do ano Pantone 2018

[tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “15px 0px 15px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_text max_width= “100” wrap_alignment= “center” animate= “” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0”][/tatsu_text][/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section][tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “15px 0px 15px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_text max_width= “100” wrap_alignment= “center” animate= “” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0”]

Mas vamos ao que interessa: separei algumas combinações para te inspirar a usar mais vermelho em seu dia-a-dia. Começaremos pela combinação mais frequente nos desfiles de primavera 2018: vermelho + azul. Seja em blocos de cores ou em listras (que apareceram muito por conta dos looks esportivos). as duas cores tem harmonia e trazem jovialidade aos looks.

[/tatsu_text][/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section][tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “15px 0px 15px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”]

[/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section][tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “15px 0px 15px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_text max_width= “100” wrap_alignment= “center” animate= “” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0”]

Para as mais românticas e femininas a combinação de vermelho+ rosa não decepciona, seja em tons delicados de rosa ao mais vibrantes:

[/tatsu_text][/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section][tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “15px 0px 15px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”]

[/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section][tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “15px 0px 15px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_text max_width= “100” wrap_alignment= “center” animate= “” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0”]

Para as mais criativas a inspiração vem lá do  círculo cromático de uma combinação complementar: vermelho +verde são  cores opostas, então quando aparecem no mesmo look chamam a atenção. Nos dois exemplos vemos tons elegantes de verde, seja em peças separadas ou na mesma estampa:

[/tatsu_text][/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section][tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “15px 0px 15px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”]

[/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section][tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “15px 0px 15px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_text max_width= “100” wrap_alignment= “center” animate= “” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0”][/tatsu_text][/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section][tatsu_section bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” bg_animation= “none” padding= “15px 0px 15px 0px” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” full_screen= “0” section_id= “” section_class= “” section_title= “” offset_section= “” offset_value= “0” full_screen_header_scheme= “background–dark” hide_in= “0”][tatsu_row full_width= “0” no_margin_bottom= “0” equal_height_columns= “0” gutter= “medium” column_spacing= “” fullscreen_cols= “0” swap_cols= “0” row_id= “” row_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”][tatsu_column bg_color= “” bg_image= “” bg_repeat= “no-repeat” bg_attachment= “scroll” bg_position= “top left” bg_size= “cover” padding= “0px 0px 0px 0px” custom_margin= “0” margin= “0px 0px 0px 0px” border= “0px 0px 0px 0px” border_color= “” bg_video= “0” bg_video_mp4_src= “” bg_video_ogg_src= “” bg_video_webm_src= “” bg_overlay= “0” overlay_color= “” animate_overlay= “none” link_overlay= “” vertical_align= “none” column_offset= “0” offset= “0px 0px” z_index= “0” column_parallax= “0” animate= “0” animation_type= “fadeIn” animation_delay= “0” col_id= “” column_class= “” hide_in= “0” layout= “1/1”]

[/tatsu_column][/tatsu_row][/tatsu_section]

Como combinar ultra violeta, a cor do ano da Pantone 2018

No início de dezembro a Pantone anunciou ultra violeta como a cor do ano de 2018. Muita gente já se perguntou: será que vai ser difícil combinar com outras cores como foi o greenery, verde eleito para 2017? É possível fugir do efeito Halloween da cor? E se minha pele for muito quente, dá para usar?

São tantos questionamentos que eu e mais 3 consultoras de imagem estudamos o tema e lançamos o #4Talks, um projeto on-line onde cada uma falava sobre a cor do ano de uma perspectiva. A  Silvia Scigliano falou de tendências e de como é feita a escolha da cor do ano, a Rachel Jordan sobre dress code e comportamento, a Luciana Ulrich explicou como usar cor do ano de acordo com seu tom de pele (sim, peles quentes tem seu tom de violeta!) e eu falei sobre como usar a cor de acordo com seu estilo.

 

Mensagem de refinamento e tradição do estilo clássico

Ao meu ver o interessante de se usar o ultra violeta é por ser uma cor que traz mensagens de originalidade, visão de futuro, espiritualidade e refinamento, e não para “parecer estar na moda” ou por ser a cor do ano. Mesmo porque está tudo interligado, a cor do ano é escolhida pensando no que estamos vivendo agora, no que queremos daqui para a frente. E eu tenho certeza que muitas das minhas clientes tem vontade de se sentirem mais criativas e originais!

Mas vamos às combinações! As misturas com tons neutros são fáceis de reproduzir qualquer que seja seu estilo, o violeta pode estar dominando o look ou apenas em detalhes:

Ultra violeta combinado com tons neutros

Já para combinações criativas e para as que gostam de cores quentes temos o contraste do ultra violeta com laranjas e amarelos, que mantém a eletricidade e originalidade da cor:

Ultra violeta com laranjas e amarelo

E para quem quer usar o ultra violeta de um modo mais discreto, o ideal é combinar com tons mais frios ou suaves de verdes, azuis e rosas:

Tons frios e suaves com ultra violeta

Espero que vocês tenham se inspirado e desejo um 2018 cheio de cor e sucesso para todos nós! 🙂

Nosso curso de consultoria de imagem em Angola

No mês passado a Luciana Ulrich e eu ministramos um curso de consultoria de imagem pessoal e profissional em Angola. Foi uma experiência tão enriquecedora que decidi deixar registrada aqui no blog para poder reler quando der saudade!

Fomos para Luanda em parceria com a BBS- Brazilian Business School sediada na cidade. Nós montamos um treinamento customizado para as alunas da escola e acabamos nos apaixonando! Percebemos que, independente da localização, nós mulheres sofremos com as mesmas cobranças: queremos ser ótimas mães, profissionais, esposas, amigas e estarmos sempre lindas… ufa!

Foi uma grande alegria podermos compartilhar nosso conhecimento e incentivá-las a dedicar esse tempo para se preocuparem com elas mesmas, com o que elas sonham, com o planejamento de onde cada uma quer chegar. Sem contar o privilégio de ver a Lu fazendo a análise de coloração pessoal de cada aluna, lá elas não tem receio de usarem cores, então foi uma festa! Fiquei impressionada com os estudos e materiais que a Lu desenvolveu sobre testes em peles negras, uma grande aula para mim!

Outro momento que aprendi MUITO foi na preparação do material de estilos, que é meu assunto favorito e que tenho me aprofundado nos últimos meses. Vocês podem imaginar que o que chamamos de estilo criativo aqui não impressiona as angolanas, elas sabem misturar vários tons vibrantes e estampas de grande escala com maestria! O dress code lá é mais clássico, as influências de moda vêm muito de Portugal, enfim, pesquisamos bastante as adaptações de estilo e isso certamente ampliou nosso repertório!

Aproveitamos a viagem para conhecermos duas das 15 Top Voices do LinkedIn em Angola: a artesã Márcia Ferrão, que faz colares de tecidos africanos lindos e a querida Eva Santos, que nos deu conselhos preciosos sobre o mercado de trabalho em Luanda. Depois tivemos um café da manhã com a Mell Chaves, que apresenta o “Esquadrão da Moda” de lá e já foi editora da Revista Chocolate! O papo rendeu tanto que ela acabou fazendo o curso de coloração pessoal e a análise de cores, autografou nossas revistas, foram encontros muito produtivos! 🙂

Ah, e já que estávamos lá separamos um tempo para conhecemos o trabalho autoral de marcas como a Fiu Negru, Nadir Tati e  visitamos a loja e atelier da Oluchi (sim compramos umas coisinhas!). Tudo isso em apenas 8 dias!

Uma vez me disseram que “a vida é um livro e quem não viaja lê apenas a primeira página”. Sou grata pelas pessoas que conheci nessa página em Angola, pela BBS por viabilizar esse projeto, nossas alunas por terem confiado em nosso trabalho e a todos que nos incentivaram quando estávamos ansiosas antes de nossa partida. E muito, muito obrigada Lu, por dividir essa experiência comigo, você LITERALMENTE trouxe cores para minha vida, quanto mais tempo eu passo com você mais eu te admiro! Que venham as próximas páginas!