pink and gold stationery in composition

Estilo e organização: entrevista com Alice Santos

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
estilo e organização

Amo meu trabalho como consultora de estilo, mas confesso que manter o equilíbrio enquanto empreendo na pandemia é um desafio e tanto!

Resolvi convidar a querida Alice, da Avesso do Caos, para essa entrevista. Tenho certeza que ela é a pessoa certa para falar de organização para consultoras de estilo! Afinal, ela já foi cliente do nosso trabalho e hoje ajuda profissionais do nosso ramo com seus cursos e consultorias:

Alice, como você se tornou empreendedora em sua área?

Bom, o empreendedorismo na minha vida surgiu de uma insatisfação com o mundo corporativo e suas limitações e uma necessidade de liberdade criativa que se intensificou após o nascimento da minha filha. Trabalhando com gerenciamento de projetos de tecnologia eu via o quanto o comportamento de um indivíduo no time podia influenciar os prazos e resultados de um projeto e comecei a estudar sobre gestão do tempo e organização para ajudar minha equipe a se organizar melhor para dar prazos mais reais e concretos. A organização foi virando uma paixão e ao mesmo tempo comecei a estudar sobre empreendedorismo criativo com a Rafa Cappai (onde te conheci aliás) e dali surgiu a ideia de compartilhar o que eu vinha aprendendo com o mundo. Inicialmente não como um negócio mas como um perfil de compartilhamento de conteúdo e influência digital, A Avesso do Caos nasceu do conteúdo e aos poucos fui vendo o quanto fazia sentido para as pessoas que se interessavam e queriam saber como aplicar aqueles conceitos em suas vidas. Passei a estruturar um método e divulgar então como serviço e deu super certo.

Você já foi cliente de consultoria de imagem, então sabe como nossos processos funcionam. Como você acha que seu trabalho pode nos ajudar?

Nossa, amo o trabalho de vocês, sério. A primeira vez que ouvi falar nessa profissão foi contigo e fiquei encantada. Depois fiz uma consultoria completa presencial com a Larissa Menezes e hoje não vivo sem o trabalho de vocês. Me deu uma consciência tão maior a respeito de mim mesma, meu potencial e como expressá-lo no mundo que sou completamente grata pela existência desse trabalho. Eu também já atendi a Larissa e outras 4 consultoras de imagem como clientes em minha consultoria de organização e produtividade. 

Uma coisa que eu percebo como cliente por exemplo é que o trabalho de vocês envolve etapas com atividades bem diferentes entre si. Umas atividades demandam mais tempo, outras mais escuta, outras mais medições, outras mais observação, outras mais técnica e ferramentas. É um processo que demanda tempo e é um tempo que varia de cliente para cliente e não tem como padronizar muito, por isso entendo a dificuldade em organizar uma rotina, por exemplo. Mas ser difícil não significa ser impossível. Acho que a dificuldade na maioria das vezes aparece quando vocês imaginam que a rotina precisa ser algo estanque, engessado e careta com horários rigorosos. Uma rotina não precisa ser assim para ser rotina. Rotina é estrutura, é intenção, é planejamento e pode mudar. O que não pode deixar de existir é o compromisso com o cliente e o respeito ao tempo dele e ao seu. Com isso em mente, você pode usar a técnica de blocos de tempo, por exemplo, para delimitar espaços de tempo e ordem de atividades com base em suas características. É um processo de reflexão a respeito do seu trabalho, de medição do tempo que você leva para cada tipo de atividade que você realiza, percepção sobre as características do cliente, cálculo médio do tempo que você precisa e então a organização de uma rotina condizente. Já cansei de ver consultoras que atropelam atendimentos e desmarcam com clientes porque não levam em consideração essas especificidades, por exemplo. E isso depõe bastante contra a profissionalização da atividade profissional de vocês. Como eu acredito muito nesse trabalho eu digo que organizar é preciso!

pexels-photo-707582.jpeg
Photo by Cats Coming on Pexels.com
O que você nos aconselha para melhorar a gestão do nosso tempo?

Acho que o mais importante é se conhecer e entender o que é importante pra você. Quando a gente tem clareza das nossas prioridades, necessidades, limites e desejos, as coisas ficam mais fáceis porque você consegue tomar decisões de maneira mais direta e coerente com a sua autenticidade. Um ponto que aparece muito como vilão nesse sentido é o perfeccionismo, uma visão idealizada do que deveria ser uma profissional, uma mãe, uma esposa, uma empreendedora, etc. Ao invés de mergulhar em si mesmas, muitas mulheres ficam perseguindo um ideal que não é condizente com sua realidade, o que leva inevitavelmente a frustração, sensação de inadequação e sobrecarga. 

Dois exercícios são interessantes nesse sentido para te ajudar a gerir melhor o seu tempo e a sua vida como um todo. Um que eu sempre indico é o de mapear as áreas da sua vida que interferem diretamente na sua felicidade e então dar notas a elas quanto ao seu nível geral de satisfação (esse exercício se chama Roda da Vida). Essa visão te ajuda a identificar que áreas precisa priorizar com base no quão desequilibrada a roda está (diferença entre maior e menor nota) e no seu nível de satisfação geral (baixo = média das notas menor que 5). Ele ajuda a identificar suas prioridades, direcionar seus objetivos e planejar ações que te movimentem em relação a eles. O outro exercício que eu recomendo é o de registrar diariamente o seu dia a dia incluindo as atividades realizadas e uma reflexão geral sobre como se sentiu. Revisar seu dia vai te trazer clareza sobre sua rotina e pontos de atenção que podem ser melhorados e ajustados para te trazer maior equilíbrio e bem estar. Podem parecer exercícios simples, mas eles te ajudam te dando informações importantes para aplicar qualquer técnica e método mais avançado depois.

white smartphone
Photo by Cristian Dina on Pexels.com
Te acompanho há anos e vejo muita consistência em suas redes sociais. Como você se organiza nesse sentido?

Adoro ser reconhecida nesse lugar da consistência na produção de conteúdo porque é realmente uma das coisas em que a organização me ajuda bastante nessa vida empreendedora. A Avesso do Caos nasceu como um lugar de compartilhamento de conteúdo bem antes de virar um negócio e surgiu movida pela minha necessidade de expressar minha criatividade a partir do conteúdo. Nessa época eu ainda trabalhava como funcionária CLT, minha filha tinha dois anos e como eu queria muito eu tinha que “encontrar tempo”, ou, como meu pai me fala, “fazer tempo”. A gente faz tempo quando percebe que é importante, e pra mim sempre foi importante escrever e me expressar através do conteúdo, desde o início. A organização me ajudou a encaixar o tempo de escrever, revisar, planejar, publicar…e eu gostava tanto de cada pedacinho que fazia com prazer apesar de ser difícil conciliar, claro. O que eu fui fazendo pra me ajudar foi estruturar um processo claro do que precisava ser feito: quais redes eu estaria, quais seriam os temas, quando cada etapa seria feita e então colocar em ação como parte da rotina mesmo, criar o compromisso. Fui criando meus controles, planilhas e ferramentas, fui estudando mais sobre marketing e as coisas foram se encaixando. Eu acho que o mais importante na organização desse processo é ter clareza do seu objetivo com o conteúdo, sem cair no cliché do “captar clientes”. Todo mundo quer captar clientes através do conteúdo, mas de que jeito você quer fazer isso? Como você pensa em chamar atenção para seu serviço/ produto? Como você vai deixar transparecer sua identidade e diferencial? É isso que vai fazer a diferença. Isso e consistência como você falou. Consistência não é postar 3 vezes ao dia, é postar a quantidade possível pra você, deixar isso claro e manter a promessa fazendo com a qualidade que faça com que as pessoas venham te ver porque é você e elas querem saber o que você tem a dizer.

Vendo a dificuldade de outros empreendedores nessa questão da consistência, antecipação e organização da produção de conteúdo, eu acabei transformando meu processo em uma consultoria individual que acabou virando o curso online Conteúdo Top. Nele eu vou passando pelas etapas do processo de produção de conteúdo, abordando conceitos e aspectos importantes como autenticidade e criatividade e então ajudo a unir tudo em uma rotina que faça sentido para cada um. A quarta turma está com inscrições abertas até o final de março e são todos bem vindos.

Fiquei surpresa como a consultoria de imagem tem atraído o interesse do público, mesmo em meio à pandemia. Como esse momento tem sido para a consultoria em organização e produtividade? Você teve que mudar algo em seu negócio?

A pandemia inicialmente deu uma travada em todos os negócios, acho. Pensando em organização e produtividade houve um receio, uma crença associada a impossibilidade de planejar o futuro, como se a vida tivesse ficado em suspensão por conta da crise de saúde que vivemos. Aos poucos, conforme as coisas não voltavam ao normal e o “novo normal” ainda parecia incerto elas foram então despertando para a necessidade de se adaptar a uma nova rotina e maneira de lidar com tudo isso. Nesse ponto é que o interesse de fato se reestabeleceu. No geral eu vejo que a pandemia nos provocou a olhar para a nossa vida como um todo. Esse movimento foi um despertar interessante que acredito ter motivado a busca por serviços como os nossos que têm como base o autoconhecimento e a auto-percepção. No meu caso, eu já trabalhava com o atendimento online então não precisei ajustar nada no processo de trabalho em si, mas na minha rotina bastante coisa mudou. Precisei mexer nos horários de atendimento por conta do suporte para a minha filha no ensino remoto e do meu marido em casa. Tivemos que aumentar a capacidade da internet com os três ao mesmo tempo online, repensar a rotina de cuidados com a casa sem ajuda da faxineira e redistribuir as responsabilidades de cada um.

Talvez a organização tenha facilitado as coisas pra mim, me fez reagir mais rapidamente. E esse é um ponto legal que vale para todas as profissões, sabe? Se o seu negócio está organizado, sua rotina, seus objetivos, qualquer mudança inesperada vira uma questão de ajuste. Agora, se nada disso está em ordem, você fica no escuro e algumas vezes tem que começar praticamente do zero.


A Alice é formada em ciência da computação pela UFBA, atuou por mais de 12 anos em empresas de consultoria como gerente de projetos e processos. Se encantou pela organização, gerenciamento do tempo e produtividade pessoal e fez diversos cursos nessa área. Fez cursos também sobre empreendedorismo e criatividade e criou a Avesso do Caos, seu negócio criativo em 2015. Desde então vem ajudado empreendedoras, mães e profissionais a lidar com os seus diversos papéis de maneira leve e produtiva usando a organização como uma ferramenta de bem estar. Ela possui bastante conteúdo gratuito em seu blog, Instagram e youtube; consultorias e cursos pagos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *